Buscar
  • EEL Júnior

4 passos essenciais para tornar o tratamento de efluentes eficiente

Atualizado: 5 de Jul de 2019

Sua empresa descarta muito efluente no meio ambiente? Saiba como melhorar essa prática para proteger o meio ambiente e estar legalizado.


Nos dias atuais, um tema muito discutido e que você já deve ter ouvido falar é a preocupação ambiental. Isso se deve pelo acelerado processo industrial e modificações dos meios de produção ao longo das últimas décadas. Como resultado, foram criadas leis com o intuito de proteger o meio ambiente, garantir a preservação dos recursos naturais e incentivar as empresas a atuarem de forma sustentável.

Os efluentes oriundos das indústrias são alguns dos principais causadores da poluição ambiental, foram inclusos nessa questão, levando-se em consideração a necessidade de se fazer o tratamento correto.

Assim, para se ter um tratamento de efluentes eficiente, é importante seguir alguns passos:


Etapas importantes


Fonte: Dana


1) Conhecer o efluente

Como os efluentes podem ser originados de atividades diversificadas, podendo ter variações de propriedades, é necessário ter conhecimento da composição para que seja aplicado o tratamento correto. Isso pode ser feito por meio da caracterização, incluindo análises e avaliações como DQO, DBO, entre outras.

2) Determinar o destino do tratamento

Nesta etapa é importante determinar o destino dos efluentes, pois assim será possível prever usos e métodos de reaproveitamento que poderão aumentar a eficiência da estação de tratamento. Como por exemplo, a utilização para subprodutos, a reutilização em alguma etapa do processo produtivo ou também para outras áreas.


3) Analisar as condições da estação e normas ambientais

Outro ponto importante é analisar as condições de instalação da estação e características do local, através de uma análise prévia da área de destino final e fatores envolvidos como a presença de seres vivos, climáticos ou naturais. Isto é necessário para que todas as normas sejam seguidas e o melhor tratamento seja estabelecido.

4) Levantar custos e investimentos

Os diferentes tipos de tratamento possuem preços distintos, assim como as instalações das estações de tratamento. Por isso, é importante que sejam feitas análises e otimizações de processos que possam tornar os tratamentos mais acessíveis, como por exemplo, a substituição de componentes e de elementos.

Tem interesse em saber mais sobre tratamento de efluentes e como isto seria benéfico para a sua empresa? Agende conosco um diagnóstico gratuito!

60 visualizações