• EEL Júnior

10 curiosidades sobre uma Empresa Júnior

Quem vê uma Empresa Junior de fora geralmente tem muitas dúvidas e não imagina coisas que para quem está dentro é rotina. Abaixo estão 10 pontos muito importantes mas que nem todo mundo sabe:


1-Você não precisa ter um CR alto para ser um membro;

Muitas pessoas antes de entrarem em uma Empresa Júnior acreditam que é necessário ter boas notas e um CR alto para serem aceitos no processo seletivo. Entretanto isso não é uma verdade. Para entrar na EJ, outros pontos são analisados pela área de Gente: comunicação, disponibilidade, trabalho em grupo, comprometimento, etc.


2-Temos um mascote;

A maioria da empresas juniores tem um mascote que as representa. Um ursinho de pelúcia, uma tartaruga, um golfinho ou no caso da EEL Júnior: o EELefante. Os mascotes representam algum valor, objetivo ou momento marcante. Nós da EEL Júnior somos uma MANADA, estamos sempre juntos, por isso temos um EELefante pra chamar de nosso! Ele foi um presente de um membro- Rodrigo Vida- para a EJ.

3- Assim como as atléticas tem o JOGOS, nós temos os ENCONTROS;

De tempos em tempos, ocorrem encontros de Empresas Juniores: tem os regionais, estaduais, nacionais e internacionais. Quem os organiza são as instâncias (por exemplo: FEJESP- Federação das Empresas Juniores do Estado de São Paulo- organiza o EPEJ- Encontro Paulista das Empresas Juniores) e os ingressos são limitados e esgotam em minutos!

Nesses encontros (que duram em torno de 4,5 dias) temos a presença de diversas empresas que dão palestras e Workshop, stands com informações, *brindes*, treinamentos, e as tão esperadas festas para INTEGRAR.


4- BENCHMARKING: Rede de informações;

Quando precisamos de informações sobre um serviço, administração, funcionamento da empresa, contato com o cliente, qualquer coisa que envolva uma EJ, nós fazemos um BENCH, que basicamente é uma troca de informações, comparação entre o jeito como é feito em diferentes lugares com realidades semelhantes ou distintas da sua. Para entrar em contato com alguém que possa ajudar, temos um grupo no Facebook com os membros das EJs de todo o Brasil, e lá publicamos nossa dúvida. Sempre surge alguém pra ajudar!


5- Os membros não ganham dinheiro para trabalhar;

Todo o dinheiro que é recebido pelos projetos é da empresa para reinvestir em membros, manter a sede, oficializar documentos e tudo o que é relacionado com a EJ. Trabalhamos pois acreditamos no Movimento Empresa Júnior, porque queremos impactar o Brasil e porque queremos crescer profissionalmente e pessoalmente.


6- Doutrina, Religião ou MEJ?

Na nossa vida seguimos movimentos, religiões, ideias com as quais nos identificamos e que nos dão base para nossas decisões. As Empresas Juniores não são diferentes: Seguimos o Movimento Empresa Júnior que busca um Brasil empreendedor mais competitivo, ético, educador e colaborativo. Para isso, o movimento forma líderes

capazes de fazer essa mudança (temos um post sobre o MEJ no blog).


7- Feedback;

A cultura dos feedbacks é muito forte dentro do Movimento Empresa Júnior. Dar um feedback para alguém é conversar com a pessoa sobre o seu desempenho, suas atitudes, resultados e sentimentos. Temos o feedback positivo- quando reconhecemos a qualidade de algo- ou o construtivo- quando damos dicas e conselhos sobre algo que pode ser melhorado. Não chamamos de feedback destrutivo pois todo feedback é uma chance de se desenvolver. Um feedback é um presente pra quem a gente gosta.


8- Projetos para Empresas Reais;

O fato de não estarmos formados ainda não significa que não possamos trabalhar para empresas reais. Durante o processo de elaboração da proposta e de execução do projeto, contamos com a ajuda dos professores da Universidade, dessa forma, evitamos qualquer erro que que possa surgir.


9- Turnos;

Muitas Empresas Juniores apresentam turnos na sede durante a semana: por um período de tempo você deve comparecer e realizar suas respectivas atividades. Entretanto, isso não é uma regra. Há empresas que não tem sede, há empresas que não tem turno. Tudo varia de acordo com o objetivo e planejamento estratégico da EJ.


10- Uniforme.

Quando nos encontramos com os clientes o dress code conta muito. Bermudas, chinelo, shorts, blusas de alça, regatas não são bem vindas. Polo da empresa com calça e sapato fechado ou roupa social são as escolhas mais comuns e recomendadas. Durante a semana, trabalhando na sede, a EJ pode definir ou não um dress code, mas isso não é muito comum considerando que as sedes são dentro da universidade que é um local de convívio universitário.


Gostou das curiosidades? Tem alguma dúvida? Procure um de nossos membros e descubra mais sobre uma Empresa Júnior!

297 visualizações